As pandemias mais devastadoras da história vêm da mesma bactéria

As pandemias mais devastadoras da história vêm da mesma bactéria


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Uma equipe internacional de especialistas realizou um estudo sobre duas das pragas mais destrutivas da história da humanidade: a praga de Justiniano, que afetou o Império Bizantino em meados do século 6 e se espalhou por muitas áreas do Oriente Próximo, Ásia, Europa e Norte da Áfricae a peste negra, que acabou com a vida de milhões de pessoas em todo o mundo.

Os cientistas analisaram as possíveis relações entre as duas epidemias, concluindo que ambos compartilham em sua origem diferentes tipos do mesmo patógeno. De acordo com as declarações de Hendrik Poinar, diretor do McMaster Ancient DNA Center (uma instituição dedicada à investigação de inúmeras questões biológicas e moleculares do ponto de vista histórico e paleontológico), existe a possibilidade de um novo surto da epidemia reaparecer no futuro.

Poinar e os outros pesquisadores questionam se realmente essas pragas foram completamente extintas e garantem que as respostas a essas abordagens permitirão uma melhor compreensão da dinâmica das doenças infecciosas atuais. o praga de justiniano foi a causa da morte de 30 a 50 milhões de pessoas, e a Peste Negra, 800 anos depois, matou 50 milhões de vidas de europeus apenas entre 1347 e 1351, reaparecendo novamente no século XIX.

Analisando o DNA de duas vítimas do praga de justiniano de um cemitério medieval na Baviera, foram capazes de reconstruir o genoma mais antigo deYersinia pestis, a bactéria que causa doenças, e eles compararam isso com um banco de dados de mais de cem classes de vírus. Os resultados sugerem que a cepa que originou o surto Justiniano difere daquela que causou o Peste Negra e outras epidemias relacionadas, pelo que seria essencialmente a mesma bactéria comum que evoluiu em linhagens diferentes.O mesmo aconteceu com uma terceira pandemia, derivada da Peste Negra, que se espalhou de Hong Kong para o mundo inteiro.

Como declarado Dave Wagner, outro dos participantes do estudo, “Sabemos que a bactéria Y. pestis foi transmitida de roedores para humanos ao longo da história e que ainda existem reservas da praga em muitas partes do mundo. Se a praga Justiniana pudesse estourar entre a população humana, ela causaria uma pandemia massiva e então desapareceria. Felizmente, agora temos antibióticos que podem ser eficazes no tratamento da peste, reduzindo as chances de outra pandemia em grande escala.«.

Por sua parte, Poinar não descarta a possibilidade de mutações da bactéria que acabam sendo potencialmente perigosas para o homemPor exemplo, se pudesse ser transmitido pelo ar, mataria muitas pessoas em questão de horas. Além disso, alerta que a peste é uma doença que ainda atinge áreas tropicais e subtropicais, embora o diagnóstico oportuno evite complicações e permita o sucesso do tratamento.

Romântico, no sentido artístico da palavra. Na minha adolescência, tanto a família como os amigos sempre me lembravam que eu era um humanista inveterado, pois passava muito tempo fazendo o que talvez os outros nem tanto, acreditando ser Bécquer, imerso em minhas próprias fantasias artísticas, em livros e filmes, sempre com vontade de viajar explorar o mundo, admirado pelo meu passado histórico e pelas maravilhosas produções do ser humano. Por isso decidi estudar História e combiná-la com História da Arte, porque me pareceu a forma mais adequada de realizar as competências e paixões que me caracterizam: ler, escrever, viajar, pesquisar, conhecer, dar a conhecer, educar. Divulgação é outra das minhas motivações, pois entendo que não existe palavra que tenha valor real se não for porque foi transmitida de forma eficaz. E com isso, estou determinado a que tudo que faço na minha vida tenha um propósito educacional.


Vídeo: As maiores Pandemias da História


Comentários:

  1. Tezahn

    Frase muito útil

  2. Bowyn

    Na minha opinião, você está errado. Tenho certeza. Vamos discutir. Envie -me um email para PM.

  3. Jaisen

    Se existem análogos?

  4. Vuong

    Na minha opinião, um tópico muito interessante. Ofereça a todos participam ativamente da discussão.

  5. Yashvir

    Sim, de fato. E eu me deparei com isso. Podemos nos comunicar sobre este tema. Aqui ou no PM.

  6. Eldrick

    Na minha opinião isso é óbvio. Eu recomendo para você procurar no google.com

  7. Frederic

    Nele algo é também para mim sua idéia é agradável. Eu sugiro levar para a discussão geral.



Escreve uma mensagem